Dinâmicas de grupo imperdível

cabracega-6920675-1283329

SENSIBILIZAÇÃO DE UM CEGO 1. MATERIAIS: Venda para os olhos, sucata, algodão, cortiça, folha, madeira, borracha, isopor etc. 2. INSTRUÇÕES: a. em duplas. Um é cego (não pode ver) e outro deve “mostrar” objetos fazendo com que o cego possa descobrir cada objeto e /ou material apresentado, utilizando seus outros sentidos, da melhor forma possível (não há necessidade de definir os objetos); b. após a experiência inverter os papéis; c. pode-se trocar as duplas; d. comentar sobre a experiência de cada um. CORRIDA EM CÂMERA LENTA 1. MATERIAIS: não há. 2. INSTRUÇÕES: a. dispor o grupo em duas filas paralelas; b. o Diretor dá um sinal para que os primeiros de cada fila apostem uma corrida. Ao retornarem, tocam na mão do parceiro seguinte e este continuará a corrida até que todos passem pelo processo; c. vencerá aquele que chegar primeiro; d. em seguida, a mesma corrida, modificando-se a consigna, ou seja, devem correr em câmera lenta, sendo que o vencedor será aquele que chegar por último. Nota: Durante a corrida, não podem parar quando um estiver no chão, o outro, automaticamente, deverá ser levantado. O Diretor atua como juiz. DANÇA DE COSTAS 1. MATERIAIS: música com marcação rítmica. 2. INSTRUÇÕES: a. formam-se duplas, e estas juntam-se pelas costas; b. com a introdução da música, cada dupla deverá dançar de acordo com o ritmo, sendo que um deles comandará o movimento e o outro acompanhará; c. após um determinado tempo, inverte-se o comando; d. cada um deverá criar movimentos diferentes, da forma que quiser; e. trocar as duplas e repetir o processo; f. comentários. CABO DE GUERRA 1. MATERIAIS: não há. 2. INSTRUÇÕES: a. cada participante deverá disputar um cabo de guerra com uma pessoa imaginária à sua frente; b. o Diretor fornecerá consignas para o papel da pessoa imaginária, que deverá ser complementada pelo participante. Ex.: pessoa muito forte, fraca, agressiva etc.; c. formar duplas e repetir o procedimento. Após um determinado tempo, aumentar o número de participantes (trios, quartetos etc) até formar dois subgrupos distintos; d. comentários. JOGO DA MÍMICA (Telefone sem fio) 1. MATERIAIS: não há. 2. INSTRUÇÕES: a. pede-se que um participante fique na sala, enquanto todos se retiram; b. o Ego – Auxiliar faz uma mímica a essa pessoa, que deve observar atentamente, pois seu objetivo é reproduzi-la à pessoa seguinte. Além disso, deve tentar descobrir o que está sendo passado; c. pode-se movimentar, desde que não atrapalhe quem está fazendo a mímica, e sem verbalização; d. as regras são dadas para cada participante que entra-se e repete o processo até o último, que deverá fazer a mímica para o grupo; e. comentários gerais sobre o que cada um recebeu e produziu e, no final, o Ego – Auxiliar reproduzirá a mímica original para o grupo.

Nota: O Ego – Auxiliar deverá estar treinando para a mímica, pois deve repeti-la com precisão, no final do jogo (ex.: dar banho num elefante, construção de uma parede, plantar hortaliças etc.).

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.